Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Vereador Araújo homenageia Giácomo Madalozzo através de denominação de Distrito Industrial

Vereador Araújo homenageia Giácomo Madalozzo através de denominação de Distrito Industrial

Na segunda-feira (18), durante a 22ª sessão ordinária do Poder Legislativo, os parlamentares aprovaram o projeto de lei apresentado pelo vereador Claudemir de Araújo (PTB), referente à denominação do Distrito Industrial localizado no Bairro Davide Zorzi, de “Distrito Industrial Giácomo Madalozzo”. Na ocasião, os familiares acompanharam a homenagem no plenário da Câmara Municipal.

Na oportunidade, Araújo enfatizou que Giácomo Madalozzo foi incontestavelmente uma pessoa trabalhadora, batalhadora e justa, que muito auxiliou do desenvolvimento de Erechim. “Nosso homenageado é exemplo de vida e dignidade para seus filhos, netos, bisnetos e para todos que o conheceram. Em seus 63 anos de vida contribuiu para o desenvolvimento de Erechim, da Região do Alto Uruguai, e para os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, portanto é justa e merecida está homenagem”.

Sobre o homenageado

Filho de Gaspar e Ana Fuga Madalozzo, Giácomo Madalozzo, nasceu em 14 de março de 1901, na cidade de Guaporé. Em 23 de abril de 1924, casou-se com Barbarina Bogoni companheira de toda a vida, com quem teve 12 filhos, Romeu, Laurindo, Álvaro, Osvaldo, Dorival, Edír, Elza, Jandira, Hermes, Euclides, Ary e Sérgio.

Em 1925, Giácomo Madalozzo acompanhado de sua esposa, mudou-se para Erechim e dedicou-se inicialmente a construção de casas.  No mesmo ano, deixou de ser empregado para abrir sua empresa, uma fábrica de móveis.

No ano seguinte ganhou fama de grande artista de móveis finos, construindo guarda-roupas de pinho, cômodas bem lustradas e bem floreadas com gravuras. Na mesma época começou a investir na aquisição de maquinário, equipamentos e ferramentas, pois até então tudo era feito manualmente sem o auxílio de máquinas.

Em 1930, tendo como lema “honestidade e pontualidade”, a velha oficina de madeira foi demolida e construída outra quatro vezes maior com um belo e sortido depósito de móveis no centro da cidade. Além de ser especialista em móveis, fabricavam pipas, barris e barricas de erva-mate, bem como, esquadrias.

Com o espírito empreendedor e pensando sempre na família foi o fundador da indústria G. Madalozzo em nosso município, que por anos foi uma referência de excelentes produtos, que eram distribuídos para todo o Brasil. Expandiu os negócios para Lagoa Vermelha, Marcelino Ramos e Porto Alegre, além de revenda de automóveis Dodge, diversos depósitos de madeiras e serrarias.

A G. Madalozzo S/A foi responsável pela construção do prédio em alvenaria do Hospital Santa Terezinha, em nome de quem funcionou até 31 de julho de 1952. Sua empresa também foi a responsável pela construção do prédio do Hospital de Caridade inaugurado em 31 de maio de 1942.

Expandiu os negócios para Santa Catarina, onde montou uma indústria em Videira, juntamente com a compra de 42 colônias, com aproximadamente 20 mil pinheiros.

No Paraná criou a Imobiliária Agrícola Madalozzo Ltda; a Colonização, Indústria e Comércio; a firma Madalozzo & Cia e a Fazenda Erechim. Durante este tempo procurou terras para instalação de um loteamento e formar uma cidade.

Fizeram a primeira derrubada para iniciar a cidade de Planaltina, abriram o primeiro armazém e a moradia para a firma, o primeiro hotel, a igreja de madeira e começaram a lotear as 40 colônias em lotes e chácaras.

Em 1952, a imobiliária adquiriu 8.200 hectares também no Paraná. Na época foram cerca de 344 lotes rurais, além dos lotes urbanos que deram origem a cidade de Santa Helena. O desenvolvimento foi surpreendente, e em 10 anos todas as terras loteadas haviam sido vendidas.

Em novembro de 1954 Giácomo Madalozzo regressou para Erechim, pois estava com a saúde debilitada. Em 1956, passa então a responsabilidade dos negócios para os filhos Romeo e Oswaldo.

Giácomo Madalozzo faleceu em 20 de dezembro de 1964.

registrado em: