Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Projeto de Lei Legislativo denomina artéria de Attilio Pagliosa

Projeto de Lei Legislativo denomina artéria de Attilio Pagliosa

          Attilio nasceu na Terceira Légua de Caxias do Sul em outubro de 1910. Filho de Angelo e Elisa, em 1919 partiu com sua família com destino a Erechim, numa carroça puxada por sete mulas, viagem esta que durou nove dias.

         Dos 08 aos 12 anos de idade, foi entregador de leite na cidade, dos 12 aos 15 trabalhou na roça e dos 15 aos 21 anos como carpinteiro. Casou-se com Inge Lãger, também pioneira e abriram uma fábrica de charutos, negócio ao qual dedicaram-se por 11 anos. Tiveram quatro filhos, Alda, Aldo José, Luiz Carlos e Geralda, falecida ainda quando criança.

         Depois da fábrica de charutos, Attilio mudou de atividade, momento em que abriu um armazém, onde trabalhou por quatro anos. Acompanhando o desenvolvimento de Erechim, passou a trabalhar como motorista da Empresa de Transportes Estrela do Sul, que operava junto com a firma Arioli no transporte de cargas.

         Trabalhou por cinco anos como corretor de compra e venda de terras e pinhas para erechinenses, negociando terras no Paraná. Ainda dedicou-se a atividade agrícola, possuindo granja no Distrito de Quatro Irmãos.

         Fundou a Societá Del Cavicho, em 1928, sendo seu presidente por 33 anos, esta que posteriormente se transformou na Turma do Gillé, cultuando as tradições dos imigrantes italianos e colonizadores de Erechim.

         A Turma do Gillé transformou-se no Grupo Gillé e Attilio Pagliosa foi presidente por 17 anos. Ao todo, foram 53 anos em prol da cultura dos imigrantes italianos em nosso município, continuando como Presidente de Honra do Gillé.

         Desempenhou ainda as funções artísticas como componente do Grupo Teatral Carlo Del Prete de Erechim, foi fundador do CER Atlântico e Diretor de Futebol. Também foi idealizador e criador do tradicional Baile do Vinho do Atlântico e, por 25 anos pertenceu ao corpo de jurados de nossa Comarca. Também foi responsável pela organização da Festa dos Italianos a convite do então prefeito Eduardo Pinto, nos 50 anos de Erechim.

          Em reconhecimento a sua trajetória de vida, recebeu em 1997 o Título de Cidadão Erechinense, concedido pelo Poder Legislativo. “Erechim e região orgulha-se de seus grandes valores, como na capacidade e talento empreendedor do homenageado, a vocação para o trabalho, o incentivo e valorização da cultura, o amor à família, aos amigos e a comunidade”.