Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Aprovada Moção de Apoio aos funcionários, deputados e diretorias da ECT

Aprovada Moção de Apoio aos funcionários, deputados e diretorias da ECT

         Vereadores aprovaram Moção de Apoio de autoria da vereadora Vânia Miola, aos funcionários da Empresa de Correios e Telégrafos, para o Deputado Federal Luis Busatto, o Deputado Estadual Mauricio Dziedrick e para as diretorias nacional e estadual da ECT, para em  audiências nas duas instâncias analisar e buscar soluções elencadas junto ao pedido.

         Vânia destaca que o crescimento físico e demográfico de Erechim é uma realidade. Cidade pólo da região do alto Uruguai, com significativa estrutura industrial, comercial, de serviços e centro regional em educação e produção agrícola, é habitada por mais de 100 mil habitantes.

         Conta com 69,46 quilômetros quadrados de área no perímetro urbano. Constituída atualmente de 32 bairros, com perspectiva de atingir 54 bairros até o ano de 2020. Na última década foram licenciados 120 loteamentos, totalizando aproximadamente 5200 terrenos, destes foram construídas até o presente momento 3800 moradias já ocupadas. O município possui cerca de 1000 artérias, os novos bairros estão edificados a uma distância de 10 a 12 km do centro da cidade, situação esta registrada nos quatro quadrantes da área urbana.

         “A construção de uma cidade se faz com o trabalho de seus habitantes, o município é a razão e a existência de progresso, é aqui que surgem as dificuldades e problemas, é aqui que se buscam as soluções. Recrudescem há vários anos as dificuldades na execução das entregas da ECT, são incontáveis as ruas e locais mais distantes que não são beneficiados com esse importante serviço. Sacrifício e eficiência são as bandeiras do reduzido quadro funcional para atender a enorme demanda cotidiana. As dificuldades inerentes ao dever de executar as tarefas diárias com caixas coletoras em mau estado de conservação e mal localizadas, animais agressivos, intempéries, a ordem numérica da localização das residências dos destinatários não observa uma sequência progressiva e por este fato é considerado o maior obstáculo cotidiano enfrentado pelo carteiro, o que lhe exige muita paciência, esforço redobrado e agilidade para recuperar o desperdício de tempo que lhe é imposto por tais circunstâncias na execução de sua tarefa, além das longas distâncias a serem percorridas diariamente”, pontua.

          Vânia lembra que encaminhou a Pasta de Obras, pedido para reordenamento numeral sequencial crescente nas residências de cada rua da cidade. “Erechim possui cerca de 50 mil economias cadastradas no IPTU, CORSAN e RGE. Diante deste quadro é necessário uma reestruturação do Centro de Distribuição domiciliar, hoje com uma Operadora de Tratamento de Triagem, quando o mínimo necessário seriam três. De cada carga horária de oito horas de deslocamento, retorno, cinco horas são destinadas para a entrega e três para o serviço interno no ordenamento das correspondências”.

         Hoje o CDD existem 31distritos, quando no mínimo necessário para atender a população seriam 34 distritos, ou seja, necessitando a designação de mais três vagas funcionais. “A sistematização e emprego do Código de Endereçamento Postal-CEP, para cada rua dinamiza o trabalho de seleção”.

         “Secretaria de Planejamento do município estuda novo mapa de bairros, com surgimento provável de novas comunidades dentro do perímetro urbano, o que implicará em mais uma sobrecarga de tarefas ao setor pessoal da ECT que exigirá um esforço sobre humano para bem atender a população, zelando pela excelência do serviço que é exigida pelos cidadãos contribuintes do município”.

         Vânia destaca ainda, que há 20 anos a ECT desocupou o prédio próprio, o qual encontra-se em estado de calamidade pública. O projeto de construção do novo prédio não teria avançado e hoje é depósito de lixo, moradia de indigentes, de animais de rua e ratos, pelo desinteresse do setor de patrimônio da ECT. “A situação requer uma solução planejada com urgência, sugerimos doar ou permutar com o município que ali poderia construir seu novo Centro Administrativo”.

         Em encaminhamento enviado ao secretário de Obras, Vânia destaca que tem recebido em seu gabinete reclamações e pedidos de providências quanto ao ordenamento numérico das casas e prédios. “Nos novos bairros, em um número significativo de ruas constatamos o desordenamento na sequência lógica e racional da numeração das habitações, o que causa transtornos a serviços de entrega e de localização dos endereços que não obedecem a uma sistematização lógica e racional, que em alguns casos sequer essas habitações são encontradas”.