Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Legislativo realiza a entrega da Certificação Dr. Sérgio Maccagnini na Semana do Meio Ambiente

Legislativo realiza a entrega da Certificação Dr. Sérgio Maccagnini na Semana do Meio Ambiente

por Maristela Guareschi publicado 01/06/2016 09h44, última modificação 01/06/2016 09h44

O Plenário da Câmara Municipal de Vereadores lotou na noite da última segunda, momento em que, dentro das comemorações da Semana do Meio Ambiente, realizou a Sessão de Entrega da Certificação Dr. Sérgio Maccagnini a entidades que trabalham pela e para a conservação do meio ambiente em nosso município, como da região do Alto Uruguai.

 Neste ano foram agraciados a Sutraf/Alto Uruguai e o CAPA. Como oradora da noite, a vereadora Vânia Miola, Primeira Secretária da Mesa Diretora, autora do Projeto de Lei Legislativo que criou a certificação.

“Nesse mundo agitado que vivemos, do consumismo, do descartável, do culto pelo novo e pelo diferente, viemos aqui repetindo esta ação a cada ano. A homenagem desta Casa como o Certificado Dr. Sérgio Maccagnini não ficará velha, pelo contrário, a cada ano se renova através de entidades ou ações aos homenageados. Dar destaque para quem faz o bem nunca ficará ultrapassado e é por isso que estamos mais uma vez aqui vivendo este momento”.

Vânia resgatou a vida e a obra de Maccagnini, que sempre esteve ligado às causas do meio ambiente e da natureza. “Nunca é demais citar que foi ele quem fundou a AGAPAN, sempre um grande defensor de fontes, mananciais e matas ciliares, sem falar a preocupação com o nosso Parque Municipal Longines Malinowski. Há 40 anos atrás, ele enxergava o futuro e que a preservação do meio ambiente não poderia ficar em segundo plano. Precisamos de muitos Sérgios Maccagnini, de muitos projetos como o CALELI, do SUTRAF e o Plantando e Colhendo Saúde, do Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia – CAPA”.

“A conscientização, somada à ação voltada para a recuperação da bacia hidrográfica dos Rios Campo, Leãozinho e Ligeirinho começa a transformar a realidade local. O CALELI, executado através da parceria do SUTRAF com a Prefeitura Municipal muito já contribuiu para cumprir seu objetivo, melhorar qualitativamente e quantitativamente a água da Bacia Hidrográfica”.

O projeto, gestionado há dois anos foi subsidiado pelo Fundo Municipal de Gestão Compartilhada em parceria com a Corsan contempla a preservação desde a nascente do rio até as propriedades e, além disso, atua na conscientização das pessoa na viabilização de alternativas de renda, bem como no esclarecimento da legislação ambiental, que é muito pouco conhecida.

Uma das marcas da ação é o envolvimento de toda a comunidade, escolas, universidades, institutos de educação e Emater participam ativamente da execução das ações. A realização das atividades se dá diretamente com a comunidade beneficiária, através da aquisição de bens físicos e serviços, atingindo várias metas.

Com relação ao Projeto Plantando e Colhendo Saúde, Vânia ressaltou que o mesmo iniciou muito bem, pois teve a sua denominação definida pelos próprios agricultores, significando exatamente o que diz, sem metáforas. “Erechim tem um novo grupo de agroecologia, que possui cinco famílias e conta com a assessoria do CAPA. As famílias buscam a certificação orgânica através do sistema participativo da rede ECOVIDA de Agroecoloigia, produzindo uma diversidade de produtos com foco para a comercialização. Produzem hortaliças agroecológicas das mais diversas, plantas medicinais, frutas e grãos transformados em farinhas orgânicas, produtos agroecológicos que abastecem Feiras em Erechim, compartilhando com os consumidores produtos livres de venenos e de transgênicos”.

A parlamentar pontuou que as ações do CAPA, como a Campanha Comida Boa na Mesa, preconizam trabalhos como este, na formação e na ampliação de novos grupos de certificação participativa, como o Grupo Plantando e Colhendo Saúde. Proposições que, segundo ela, possibilitam a ampliação da oferta e o volume de alimentos agroecológicos.

“Esta iniciativa ainda possibilita a assessoria às famílias a fim de ampliar as chances deste alimento de qualidade chegar à mesa dos cidadãos, entendendo que a saúde está intimamente ligada àquilo que ingerimos e ao ambiente que preservamos”, finalizou Vânia.

 No uso da palavra, o coordenador do SUTRAF,  Douglas Cenci, agradeceu a homenagem  ao mesmo tempo que resgatou  a todas as entidade parceiras para a execução do projeto.  Além de cuidar do meio ambiente, disse que a iniciativa também contribui para desmistificar a ideia de que o agricultor só pensa em produzir e não tem preocupação com a preservação da natureza.  Segundo ele, o sucesso da iniciativa deverá propiciar uma segunda etapa do projeto Caleli, onde espera que mais famílias se integrem à iniciativa.

 Por sua vez, a coordenadora do CAPA, Ingrid Margarete Geisel, fez questão de parabenizar e destacar o pioneirismo das cinco famílias que tornaram realidade o projeto plantando e colhendo saúde em Erechim e região. Presentes na homenagem, pediu que levantassem e recebesse aplausos. Segundo ela, a produção do alimento orgânico e sustentável é incentivado, pois o mesmo que plantam para comer deve ser o padrão para ser levado para comercializar. Ela também disse que está sendo tratado junto ao poder público a criação da Semana do Alimento Orgânico, através de projeto de lei de autoria do presidente da Casa, vereador Lucas Farina.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.